Crítico russo de bitcoins diz que teria comprado BTC por 100 rublos

0 119

Anatoly Aksakov, membro da Duma da Rússia e porta-voz importante do processo de legislação de criptomoeda do país, afirmou que nunca possuiu Bitcoin (BTC).

Aksakov disse que não possui nenhum Bitcoin e provavelmente não terá, já que o governo proibiu as autoridades de comprar criptografia, informou a agência de notícias local TASS na quinta-feira.

O funcionário disse ainda que estava disposto a comprar alguns Bitcoins como investimento antes da proibição entrar em vigor no ano passado. No entanto, ele achou que o preço era muito alto na época:

“Queria comprar apenas para acumular. Mas o Bitcoin já havia disparado demais e eu estava chateado por gastar dinheiro. Se tivesse custado 100 rublos, eu o teria comprado. ”

Na entrevista, Aksakov também argumentou que o Bitcoin não deveria estar disponível para investidores não qualificados devido à sua extrema volatilidade. Ele também abordou o desenvolvimento do regime de criptografia de impostos da Rússia, observando que os relatórios de criptografia de impostos são feitos atualmente de forma voluntária, pois um projeto de lei que tornaria os relatórios obrigatórios só foi aprovado em primeira leitura no parlamento.

Aksakov é um importante funcionário financeiro da Rússia, que atua como presidente do Comitê de Mercados Financeiros da Duma do Estado Russo e também como membro do Conselho Nacional de Bancos do Banco da Rússia. Aksakov emergiu como um grande crítico do Bitcoin, prevendo no ano passado que o BTC não tinha futuro.

Os comentários de Aksakov foram feitos logo após outra iniciativa regulatória sugerir o levantamento parcial da proibição do país aos pagamentos criptográficos no final de maio. O país aplicou oficialmente a proibição em janeiro como parte de sua principal lei de criptomoeda, “On Digital Financial Assets”.