Corinthians e Atlético-PR podem ter caído em golpe com criptomoedas.

As criptomoedas são moedas virtuais com valor financeiro real e existem desde a invenção do Bitcoin, em 2009. Sua criação é baseada em tecnologia criptografada e a Inoovi, empresa do franco-tunisiano Fernand Danan, é a responsável pelo negócio que acaba de chegar ao Brasil.

Os clubes de futebol Corinthians e Atlético Paranaense podem ser vítimas de um golpe envolvendo criptomoedas falsas. O golpe é bizarro, se valendo de “audácia e amadorismo por detrás das ações, aliados à ingenuidade e irresponsabilidade das vítimas”.

Os clubes fizeram parceria com a startup Inoovi LTD, empresa francesa que incentiva o uso de moeda virtual dentro do esporte. Com essa parceria os presidentes dos clubes afirmaram que pretende usar o token “IVI” na contratação e pagamento dos salários dos jogadores, entre diversas coisas.

Essa parceria gerou um clima de muita desconfiança e preocupação, se acessarem o site da Inoovi LTD verão que o site é amador. Antes mesmo da opinião de um profissional, basta acessar o site, como em qualquer investimento, é preciso ter segurança e conhecimento do que se está fazendo e esse site não ajuda nem um pouco, mesmo sendo um site novo é preocupante.

Outro ponto a se observar é o whitepaper da Inoovi, é péssimo: “Há uma quase infinita quantidade de erros de português no documento e o foco é unicamente a venda dos tokens a qualquer custo, inclusive mediante a promessas fantasiosas”, notam.

Todos esses defeitos apontados, desde o site até o whitepaper, geram muitas dúvidas que levam a duvidar e se manter fora desse projeto no momento. Existem muitos mais motivos para duvidar desta moeda digital do que para acreditar que a IVI pode crescer e se tornar algo útil e lucrativo.

Leonardo

About Leonardo

Escritor do site É TopSaber , em busca de levar as melhores notícias do mundo para você.

View all posts by Leonardo →

Deixe o que achou sobre essa informação