ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

Chefe da Defesa de Israel descreve pedidos de prisão do TPI como “desprezíveis“

Tagreuters.com2024binary Lynxnpek240m4 Filedimage.jpg

Compartilhe:

O ministro da Defesa de Israel, Yoav Gallant, disse que os esforços do promotor do Tribunal Penal Internacional (TPI) para emitir mandados de prisão contra ele e o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu não tiveram sucesso, descrevendo-os como “desprezíveis”.

As acusações contra Netanyahu e Gallant incluem “causar extermínio, causar fome como método de guerra, incluindo a negação de suprimentos de ajuda humanitária, alvejar deliberadamente civis em conflito”, disse o promotor do TPI, Karim Khan, à âncora da CNN Christiane Amanpour, na segunda-feira (20).

Gallant reiterou comentários que fizeram em momentos durante a guerra, nesta terça-feira (21), dizendo que os militares israelenses estavam lutando de acordo com o direito internacional “ao mesmo tempo que tomaram várias medidas sem precedentes para facilitar a ajuda humanitária”.

Gallant reagiu a Khan, dizendo que “o paralelo que ele traçou entre a organização terrorista Hamas e o Estado de Israel é desprezível”.

Ele também percebeu que Israel não era signatário da jurisdição do Tribunal e, portanto, não reconhecia a sua autoridade.

Embora Gallant tenha dito que as autoridades israelenses tomaram “medidas sem precedentes para facilitar a ajuda humanitária”, o cerco de meses de Israel ao território palestino pulverizou grandes partes de Gaza e diminuiu significativamente os suprimentos críticos, expondo toda a população ao risco de fome.

Fonte

Leave a Comment