ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

Butantan terá R$ 1 bilhão do BID para construção de duas novas fábricas

Tagreuters.com2022binary Lynxmpei1f0vn Filedimage.jpg

Compartilhe:

UMA Fundação Butantãinstituição privada que administra o Instituto Butantãobteve financiamento de R$ 1 bilhão do BID Invest, banco de investimento filiado ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID)para a construção de duas novas fábricas que triplicarão a capacidade produtiva do instituto.

O anúncio do investimento foi feito na última quarta-feira (21).

Referência na produção de vacinas e soros, o Butantan é capaz de produzir hoje cerca de 200 milhões de doses de vacinas e tem como principal cliente o Ministério da Saúdepara quem fornece as vacinas da gripe, hepatites A e B, DTaP (imunizante contra difteria, tétano e coqueluche), raiva, além da Coronavac, contra a Covid-19.

Com a abertura de novas plantas produtivas, o instituto quer ampliar o fornecimento tanto para o SUS quanto para outros países da América Latina.

“Hoje, já fornecemos via Organização Panamericana da Saúde (Opas) para outros países. Neste ano, foram cerca de 2 milhões de doses da vacina da gripe. No próximo ano, esse número deve chegar a 5 milhões e, com a abertura de novas fábricas, a ideia é que faremos um aumento gradual”, afirmou Dimas Covasdiretor executivo da Fundação Butantan.

As duas novas fábricas financiadas pelo BID devem começar a funcionar em cinco anos. De acordo com Covas, uma delas será uma linha extra de envase (que faz o processamento final dos produtos) e outra será um segundo centro de produção de vacinas com base em ovo, técnica usada para produzir os imunizantes da gripe e a Butanvac, vacina contra a Covid-19 que está sendo testado pelo Butantan.

“Já temos uma grande fábrica com base ovo que consegue produzir 140 milhões de doses por ano, mas, no momento, ela não tem um backup. Precisamos ter essa segunda unidade para produzir vacinas da gripe, a Butanvac ou mesmo uma vacina que combine a proteção contra a gripe e a covid”, afirmou.

O valor financiado virá parte do BID Invest e parte de outros bancos parceiros da instituição internacional. O Butantan terá dez anos para pagar o valor e a ideia é que a dívida seja quitada já com o retorno financeiro da manutenção da operação.

A instituição financeira acompanhará a construção das plantas desde o lançamento do chamamento público e a fase de contratação até a execução das obras.

Para Morgan Doyle, representante do Grupo BID no Brasil, o projeto do Butantan conseguiu atrair o investimento internacional pelo impacto que pode ter na saúde pública não só brasileira, mas latino-americana.

“Vale lembrar os problemas que tivemos quando as cadeias de abastecimento internacional de insumos foram cortadas durante a pandemia. Então é importante que tenhamos uma cadeia regional e a gente enxergou essa capacidade de desenvolvimento e produção no Butantan”, afirmou.

Doyle diz que a expectativa do BID é que, com a expansão do número de fábricas, o Butantan passe a vender vacinas e outros produtos imunobiológicos com baixo custo para outros países do continente e, posteriormente, para outros países de renda média e baixa, como os africanos.

Fonte

Leave a Comment