ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

Brasil na estrada: com passagem de avião mais cara, aumento de viagens em ônibus sobem 23%

Cdg20221230112.jpg

Compartilhe:

Os brasileiros estão viajando mais de ônibus. Entre outubro e dezembro de 2023, 10.213.151 pessoas pegaram a estrada, ante 8.284.228 em relação ao mesmo período do ano anterior, segundo dados da Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT).

Apenas em dezembro foram 3,9 milhões de passageiros, sendo 400 mil a mais do que no mês anterior. O aumento do último trimestre foi de 23%.

A procura pelas passagens de ônibus é explicada pelo aumento dos preços das companhias aéreas. Os boletos de avião tiveram aumento de 48,11% no acumulado do ano, de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Os dados de janeiro deste ano ainda não estão fechados, mas a tendência, segundo integrantes da ANTT, é que há aumento também, principalmente pelo foco no Carnaval, que vai de 9 a 14 de fevereiro.

Números da ClickBus, maior empresa de venda de passagens de ônibus, mostra que houve um aumento de 120% nas vendas de passagens para o Carnaval, considerando o mesmo período do ano passado.

Os destinos que apresentam mais transações no período, entre embarques e desembarques, são Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Florianópolis, Balneário Camboriú (SC), Joinville (SC), Belo Horizonte, Maringá (PR), Londrina (PR) e Itajaí (SC).

Já na relação apenas a buscas de passagens também houve um acréscimo, de 450%, em comparação ao começo do mês de dezembro de 2023.

Esse aumento nas vendas de passagens e preparação do setor também é visto com entusiasmo pela Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros (Abrati), que acompanha de perto essas expectativas junto às empresas.

A Abrati estima que mais de 3 milhões de pessoas deverão circular pelas estradas brasileiras utilizando transporte interestadual no carnaval deste ano, e esse dado supera em 45% o volume registrado no mesmo período de 2023, com reforço na frota que pode chegar a 50% do operada em baixa demanda.

Desbravando o Brasil

Maria Luisa Ferreira Cardoso, economista e servidora pública, optou pelo ônibus para sair de Brasília e passar o Carnaval em Belo Horizonte (MG). “Eu quis ir de ônibus esse ano porque BH é perto, não é uma viagem cansativa nem longa, e é bem mais barato do que avião. Paguei menos de R$ 400 ida e volta. De avião só a ida daria R$ 500”, contou à CNN.

O viajante pondera, no entanto, a preferência por avião. “Mas óbvio, pela comodidade, se por avião estivesse mais barato eu preferiria ir de avião, mas pelo preço acho bom [dô nibus]”, completou.

Pela primeira vez na vida, Maria Madalena dos Santos Souza, de 73 anos, vai sair de Belém (PA) para outra cidade. O destino escolhido é Brasília, onde moram a filha, a neta e o bisneto. Dona Maria conta que escolheu seguir viagem de ônibus por dois motivos: mesmo com a gratuidade por conta da idade – tanto nas passagens aéreas quanto nas de ônibus, seria difícil achar uma data próxima para embarcar. O outro motivo, o alto valor das passagens aéreas para a capital federal.

Ao buscar os trechos na internet para o próximo dia 12 de fevereiro, dados marcados para embarcar, os valores aproximados de avião estão em R$ 2.476, enquanto o preço para a viagem de ônibus é de R$ 587.

“Minha filha se ofereceu para olhar as passagens de avião na madrugada, porque dizem que são mais baratas. Mas, mesmo assim, ficou bem caro. Aí eu prefiro ir de ônibus que pelo menos eu olho as paisagens, conheço o povo no caminho”, disse ela à reportagem.

Madalena mora no interior da ilha de Marajó, em um povoado chamado Retiro Grande, no município de Cachoeira do Arari, que fica a cerca de 7h de barco da capital paraense. A longa viagem será de 32 horas até o destino, onde encontrar a família.

Fiscalização nas rodovias

Por conta de mais ônibus nas rodovias e passageiros nas estradas, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) vê com preocupação esse aumento e fez com que a instituição reforçasse a fiscalização e as ações de prevenção de acidentes.

“Entre as condutas fiscalizadas pelos policiais, estão o excesso de velocidade, as ultrapassagens indevidas e a mistura álcool e direção. A PRF também desenvolve ações educativas, entre elas o cinema rodoviário, para conscientizar os motoristas sobre a importância de respeitar as normas de trânsito e evitar acidentes”, informou a PRF.

(Colaborou Cristiane Norberto)

Fonte

Leave a Comment