Bolsonaro volta a culpar política do “fique em casa” por inflação Por Reuters

0 14

© Reuters. Presidente Jair Bolsonaro em evento no Palácio do Planalto
07/12/2021
REUTERS/Adriano Machado

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) – No dia em que foi divulgado que a inflação oficial do país fechou o ano passado acima dos 10%, o presidente Jair Bolsonaro procurou se isentar de responsabilidade e culpou as políticas de restrições de circulação de pessoas adotadas durante a pandemia de coronavírus pela alta generalizada nos preços.

“Lembra do ‘fique em casa, a economia a gente vê depois’? Vocês estão vendo a economia. O cara ficou em casa, apoiou e agora quer me culpar pela inflação”, disse Bolsonaro, em conversa com apoiadores divulgada nas redes sociais.

Segundo o presidente, “o mundo todo” está com o problema da inflação.

Segundo dado divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) encerrou 2021 com alta de 10,06%, muito acima do limite de 5,25% da meta inflacionária estabelecida pelo Banco Central.

Ainda assim, na conversa com apoiadores, Bolsonaro disse considerar que o Brasil é um dos países que “menos está sofrendo na economia, apesar de ser duro para o povo… perdendo o poder aquisitivo”.

O resultado acumulado no ano passado foi o mais elevado desde 2015, quando o índice fechou a 10,67%. Também ficou acima da expectativa em pesquisa da Reuters de alta de 9,97% e foi ainda muito superior à alta de 4,52% vista em 2020.

Em carta aberta enviada nesta terça ao ministro da Economia para justificar o descumprimento da meta de inflação em 2021, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou que o BC tem tomado as devidas providências para que o IPCA atinja as metas estabelecidas para 2022, 2023 e 2024.

    Apesar de as projeções de mercado para este ano apontarem estouro do limite superior estabelecido, Campos Neto reforçou que o cumprimento da meta em 2022 segue no foco da autoridade monetária.

    Para 2022, a meta de inflação é de 3,50%, com limite máximo de 5,00%. De acordo com o boletim Focus divulgado pelo BC, o mercado espera que a inflação ao consumidor medida pelo IPCA fique em 5,03% neste ano, ligeiramente acima do teto do intervalo de tolerância.

Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.

Receba gratuitamente o Guia Prático do Bitcoin.

Credit: Fonte

Compartilhe sua opinião.

%d blogueiros gostam disto: