ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

BlackRock lança fundo de ativos tokenizados de US$ 100 milhões usando Ethereum

Blackrock .jpg

Compartilhe:

Pedra Pretaa maior empresa de gestão de ativos do mundo, criou um novo fundo de ativos tokenizados, de acordo com um relatório da SEC de 19 de março arquivamento.

A iniciativa – batizada de Fundo Institucional de Liquidez Digital BlackRock USD – está registrada nas Ilhas Virgens Britânicas e desenvolvida em parceria com a Securitize, com sede em São Francisco, uma empresa focada na tokenização de ativos.

Os detalhes técnicos do fundo e quais classes de ativos ele pretende tokenizar não foram divulgados no documento e permanecem obscuros. Dados on-chain mostram que o fundo foi semeado com um capital inicial de US$ 100 milhões USDC no Ethereum blockchain.

As empresas ainda não fizeram um anúncio público e não responderam a um pedido de comentários até o momento desta publicação.

RWA

A criação do Fundo Institucional de Liquidez Digital BlackRock USD reflete o crescente interesse no tokenização de ativos do mundo real. Este setor emergente visa combinar as capacidades dos ativos digitais com as finanças tradicionais para agilizar o processo de liquidação e aumentar a eficiência transacional através da tecnologia blockchain.

O mercado respondeu positivamente ao anúncio do fundo, com um aumento notável no valor do ONDO, token nativo da Ondo Finance, plataforma que facilita a tokenização de ativos do mundo real.

O token estava sendo negociado a US$ 0,5 no momento desta publicação, um aumento de 12% nas últimas 24 horas, apesar da queda mais ampla do mercado, de acordo com dados do CryptoSlate.

Com este novo empreendimento, a BlackRock posicionou-se na vanguarda da integração de ativos digitais com serviços financeiros tradicionais, estabelecendo potencialmente uma tendência para mais investimentos institucionais na tecnologia blockchain.

A jornada criptográfica da BlackRock

O Digital Liquidity Fund é o passo mais recente na jornada mais ampla da BlackRock na indústria de ativos digitais, após a introdução do seu spot Bitcoin ETF – EU MORDO – em janeiro. O ETF registou um desempenho recorde desde o seu lançamento e atraiu rapidamente mais de US$ 15 bilhões nos ativos sob gestão.

A empresa também tem uma aplicação Ethereum ETF em andamento e é considerada otimista tanto em relação à criptografia quanto à tecnologia blockchain subjacente que permite a tokenização.

CEO da BlackRock Larry Fink destacou recentemente a importância estratégica dos ETFs BTC e ETH como precursores de adoção mais ampla de tokenização no setor financeiro. Ele disse que esses produtos abririam as portas para uma mudança significativa no sentido da incorporação de ativos digitais nas práticas financeiras convencionais.

Mencionado neste artigo
Publicado em: Adoção, Tecnologia

Fonte

Leave a Comment