ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

Banco de Custódia apresenta notificação de recurso em caso do Federal Reserve

Custodia Bank.jpg

Compartilhe:

O Banco Custódia interpôs recurso no seu processo em curso contra a Reserva Federal dos EUA em 26 de abril.

O banco pretende recorrer de uma decisão anterior que lhe negou o direito a uma conta mestra da Reserva Federal, um serviço que permite o acesso ao sistema do banco central sem depender de bancos intermediários.

Além disso, a Custódia recorrer de uma conta de custos por meio do qual um dos réus, o Federal Reserve Bank de Kansas City, busca US$ 25.728,25 relacionados às transcrições de depoimentos.

Custódia argumentou que o tribunal não deveria arcar com os custos até que decida sobre o recurso e disse que o mesmo tribunal negou os custos num caso semelhante. Afirmou que a concessão antecipada de custos “arriscaria o arrefecimento de futuras ações judiciais legítimas” contra a Reserva Federal.

Decisão anterior

O tribunal decidiu 29 de março que o Banco de Custódia não tem direito a uma conta mestra do Fed e negou um mandado de segurança que teria obrigado o Fed do Kansas a decidir sobre a sua aplicação. A petição de Custódia foi posteriormente rejeitada para revisão.

O tribunal decidiu que os bancos não têm direito a uma conta principal por lei apenas porque podem solicitar uma. Também concluiu que a Custódia não conseguiu demonstrar que o Conselho de Governadores da Reserva Federal tomou uma decisão final sobre a rejeição.

O tribunal também decidiu que não tinha jurisdição sobre a reclamação da Custódia devido à falta de uma decisão final.

O Custodia Bank, especializado em serviços de criptografia e não é segurado pelo FDIC, argumentou que o atraso do Fed e a negação final de sua aplicação foram arbitrários e caprichosos, violando a Lei de Procedimento Administrativo (APA). A lei rege como as agências federais elaboram e implementam regras.

Após a decisão judicial, o CEO da Custodia Caitlin Longo disse que o banco apelaria da decisão em entrevista à FOX Business em 2 de abril.

Long também afirmou que casos recentes proporcionaram à Reserva Federal “discricionariedade irrestrita” para negar novas contas principais e encerrar contas existentes. Ela acrescentou que a Custódia não foi o único banco afetado por tal negação de acesso.

Mencionado neste artigo

Fonte

Leave a Comment