É Top Saber - Notícias e Análises

Redes sociais

Banco central espanhol aprova token digital Euro EURM

image_2023-01-18_194218040.png

Compartilhe:

El Banco de España (Banco Central da Espanha) tem autorizado teste de um Euro token digital EURM.

O token será emitido pela fintech espanhola Monei e foi desenvolvido dentro do programa ‘sandbox’ digital do banco central.

Site de notícias espanhol Cinco Dias relatado que o projeto seria limitado a um pequeno grupo de candidatos a testes durante a fase inicial. Os candidatos devem inserir um número de telefone e passar por um processo KYC baseado em vídeo antes de carregar suas carteiras digitais com euros tradicionais por meio do aplicativo de pagamento espanhol Bizum.

Uma vez que as carteiras tenham sido financiadas, os usuários podem enviar tokens EURM para outros participantes e empresas registradas. Os Euros FIAT depositados serão mantidos em duas contas bancárias designadas no BBVA e no CaixaBank. Todos os tokens EURM serão apoiados 1:1 com FIAT em todos os momentos, de acordo com o anúncio.

O piloto tem duração de até 12 meses, com relatórios produzidos para permitir que o banco central decida se autoriza o lançamento oficial. Ao mesmo tempo, já existem stablecoins atreladas ao euro, como a EUROC da Circle, a EURT da Tether e a Stasis Euro. O token Euro da Tether tem o TVL mais alto, com um valor de mercado de US$ 223 milhões no momento desta publicação.

O Banco da Espanha não sanciona Stablecoins emitidas por empresas como Tether e Circle. Como resultado, o banco central precisa ter a capacidade de verificar as reservas para garantir que todos os tokens digitais sejam respaldados 1:1 com FIAT.

O fundador e CEO da Monei, Alex Saiz Verdaguer, confirmou que “são projetos diferentes, mas é muito provável que haja confluências ao longo do caminho”. Além disso, ele afirmou que o EURM “poderia ser um teste piloto para o BCE”. Assim, embora o token EURM possa não ser revolucionário em relação às stablecoins, sua conexão com o banco central da Espanha indica a progressão dos CBDCs.

No entanto, ao contrário de outras stablecoins indexadas à Europa, a visão do EURM é permitir que o El Banco de España controle a emissão de “dinheiro programável”.

Verdaguer disse ao Cinco Dias que os tokens podem ser programados para evitar saldos negativos, permitindo pagamentos inteligentes atrasados ​​até que os fundos estejam disponíveis.

Essas facilidades podem ajudar os usuários a evitar o saque a descoberto e a cobrança de taxas bancárias adicionais. A moeda digital também pode ser programada para processar automaticamente a folha de pagamento de empresas em intervalos predefinidos.

Ainda assim, o nível de controle dado aos bancos centrais por meio de dinheiro programável também aumenta o risco de exploração do governo. Por exemplo, os bancos centrais podem restringir remotamente o poder de compra de qualquer usuário de moeda digital ou limitar o uso de serviços e produtos específicos. Além disso, a tributação pode ser controlada por meio de contratos inteligentes, recebendo pagamentos de impostos em tempo real com base na renda e no uso.

Os possíveis casos de uso para CBDCs foram amplamente debatidos ao longo dos anos. No entanto, a notícia de um importante banco central europeu testando a implementação de tokens digitais certamente aproxima a realização de um CBDC na Europa.

Leia nosso último relatório de mercado

Fonte

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *