Ataque Na Coincheck Expõe Dados Dos Usuários.

0 803

A exchange de criptomoedas japonesa Coincheck anunciou na terça-feira que sofreu uma violação de dados, o que pode ter vazado os e-mails e informações pessoais dos usuários.

As informações incluem nome, endereço registrado, data de nascimento, número de telefone e identificação de selfie, disse Coincheck. A violação afetou cerca de 200 clientes que fizeram perguntas por email de 31 de maio a 1º de junho, acrescentou a troca.

Fornecendo detalhes da violação, a Coincheck disse que terceiros acessaram seu serviço de registro de domínio de forma não autorizada e “fraudulentamente” acessaram os e-mails dos clientes. As informações de registro de domínio foram alteradas e não há “impacto nos ativos dos clientes no momento”, disse Coincheck.

Coincheck suspende seus serviços.

Como resultado da violação, a bolsa suspendeu seu serviço de envio de criptomoedas, enquanto outros serviços, como negociação, depósitos e retiradas, permanecem ativos.

No mês passado, o credor de criptomoedas BlockFi também sofreu uma violação de dados semelhante, o que afetou alguns de seus clientes de varejo. A violação durou “cerca de uma hora” e não afetou os fundos dos clientes, disse a BlockFi na época.

Já a Coincheck havia sofrido o maior hack da história das criptomoedas. Em janeiro de 2018, Coincheck perdeu quase US $ 500 milhões em tokens digitais. A empresa de corretagem on-line japonesa Monex Group adquiriu a Coincheck posteriormente por US $ 33,5 milhões, e a bolsa agora é uma entidade licenciada.

Receba gratuitamente o Guia Prático do Bitcoin.

Fonte theblockcrypto
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.