ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

Assassinatos de adolescentes batem recorde em Salvador e Região Metropolitana

Whatsapp Image 2024 06 05 At 15.49.48.jpeg

Compartilhe:

Um novo registro negativo de violência armada foi registrado na Bahia no mês de maio. Sete adolescentes foram mortos, por arma de fogo, em Salvador e cidades da Região Metropolitana. O dado faz parte do quinto relatório de 2024 do Instituto Fogo Cruzado no Estado, que aponta ainda 157 tiroteios com 110 mortos e 35 feridos neste ano.

Segundo a plataforma, este é o maior registro de mortes de vítimas nessa faixa etária, em apenas um mês, desde julho de 2022, quando foi iniciado o monitoramento de tiroteios, mortos e feridos por arma de fogo em toda a região.

Entre os sete adolescentes mortos, seis deles foram baleados em Salvador e o outro no município de Dias D'ávila. Os jovens foram mortos em diferentes situações, mas chama atenção que em um caso, a vítima ainda estava com a farda do colégio, e um outro em que o adolescente foi alvejado com mais de 10 tiros.

Antes de maio, outro período com alto índice de mortalidade de adolescentes foi novembro de 2023, com seis casos em Salvador, Camaçari, Madre de Deus e Mata de São João.

Confira o mapa da violência armada:

  • – Salvador: 129 tiroteios, 91 mortos e 28 feridos
  • – Camaçari: 14 tiroteios, 10 mortos e 3 feridos
  • – Lauro de Freitas: 5 tiroteios, 5 mortos e 2 feridos
  • – Simões Filho: 5 tiroteios, 2 mortos e 1 ferido
  • – Dias D'ávila: 2 tiroteios, 1 morto e 1 ferido
  • – Mata de São João: 1 tiroteio e 1 morto
  • – São Francisco do Conde: 1 tiroteio sem vítimas

Quando é traçado o perfil da violência armada, entre as vítimas identificadas como negras, 47 foram mortas e sete feridas; entre as brancas, uma foi morta e outra ferida. Do total de tiroteios registrados pela plataforma no período (157), 51 deles ocorreram durante ações e operações policiais. E entre os 110 mortos, 104 eram homens e seis eram mulheres. 35 pessoas foram feridas por arma de fogo: 28 homens e sete mulheres.

O Instituto Fogo Cruzado produz dados, pesquisas e conteúdos sobre violência armada, incluindo mapeamento de tiroteios e disparos de arma de fogo nas regiões metropolitanas do Rio, Recife, de Salvador e Belém.

Fonte

Leave a Comment