ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

As autoridades do Reino Unido receberam novos poderes para apreender e destruir ativos digitais vinculados a criminosos

Court Crypto Crime .jpg

Compartilhe:

O governo do Reino Unido promulgou novas leis em 26 de abril, que concedem à Agência Nacional do Crime (NCA) e à polícia poderes reforçados para apreender, congelar e destruir ativos digitais ligados a atividades criminosas.

As novas medidas visam perturbar as redes financeiras de grupos do crime organizado que exploram cada vez mais criptomoedas para lavar dinheiro

. Estas alterações legislativas fazem parte do programa do Reino Unido estratégia mais ampla combater o cibercrime e gerir os riscos e benefícios dos ativos digitais na economia.

A atualização das leis sobre produtos do crime e antiterrorismo do Reino Unido elimina a exigência de prisão antes da apreensão da criptografia. O ajuste visa criminosos que mantêm o anonimato ou operam no exterior.

Os agentes responsáveis ​​pela aplicação da lei têm agora autoridade para apreender itens como palavras-passe escritas ou cartões de memória que possam ajudar em investigações criminais e transferir activos digitais ilícitos para carteiras electrónicas controladas pelo governo, bloqueando efectivamente o acesso criminoso.

Além disso, as autoridades têm agora o poder de destruir certos activos digitais, especialmente moedas de privacidade, que proporcionam elevado anonimato e são normalmente utilizadas em transacções ilegais. Esta medida evita que estes ativos voltem a entrar em circulação. Além disso, as vítimas de crimes agora podem solicitar a liberação de fundos mantidos em contas criptografadas.

O secretário do Interior, James Cleverly, disse:

“Estamos tornando muito mais fácil para as autoridades policiais permanecerem no controle de uma ameaça nova e em desenvolvimento, garantindo que os criminosos nunca possam se beneficiar da violação da lei.”

Ele observou que as reformas aumentariam a segurança nacional e apoiariam o crescimento económico através do uso legítimo da criptografia.

Em operações recentes, a NCA e a Administração Antidrogas dos Estados Unidos desmantelaram uma rede multimilionária de drogas, apreendendo 150 milhões de dólares em dinheiro e criptomoedas. Outros casos de sucesso incluem a condenação de indivíduos que utilizam criptografia para vendas de medicamentos falsificados na dark web e fraude de IVA envolvendo tokens não fungíveis (NFTs).

Adrian Foster, Procurador-Geral da Coroa, destacou a importância da adaptação aos avanços tecnológicos”

“Os investigadores e procuradores devem ter capacidade e agilidade para acompanhar a natureza mutável do crime.”

Fonte

Leave a Comment