ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

Adolescente diz que matou pais e irmã após briga por celular

Whatsapp Image 2024 05 20 At 16.52.11 2.jpeg

Compartilhe:

Em depoimento à polícia, o adolescente que matou os pais e a irmã em São Paulo disse ter discutido com o pai na noite anterior aos assassinatos e que, como forma de punição, teria ficado sem acesso ao celular. Após a briga, ele decidiu assassinar os pais e a irmã.

Na tarde de sexta-feira, depois de não poder apresentar um trabalho escolar por ficar sem o celular e por ser chamado de “vagabundo”, o adolescente esperou o pai chegar da escola com a irmã mais nova e acertou um tiro fatal na vítima.

Na sequência, ele subiu para a parte de cima de casa e acertou um tiro no rosto da irmã. Depois disso, o jovem foi para a academia. Já na parte da noite, após ter aguardado a mãe chegar ao trabalho, o adolescente abriu a porta para ela entrar com o carro e já dentro de casa, a executou.

O infrator revelou que já havia pensado em matar os pais em outra oportunidade, mas que não avançou com o plano.

A polícia tenta esclarecer mais detalhes do caso. Testemunhas deverão ser ouvidas nos próximos dias.

O caso

Um adolescente, de 16 anos, foi descoberto neste domingo (19) após ser confessado à polícia ter matado os pais e a irmã na residência da família, localizada na Vila Jaguara, na zona oeste da capital paulista.

Em depoimento, o jovem disse que “faria tudo novamente”.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, as vítimas foram mortas pelo jovem na sexta-feira (17), mas somente ontem, três dias após o ocorrido, o rapaz acionou a polícia e confessou o crime.

Policiais militares foram acionados ao local, pelo próprio adolescente, por volta das 22h55 deste domingo. Aos agentes, ele relatou que utilizou a arma do pai, uma guarda municipal, de 57 anos, para cometer os assassinatos. O pai do infrator atuava na cidade de Jundiaí desde 2012.

Fonte

Leave a Comment