ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

A fiança de US$250 milhões de SBF foi paga com dinheiro de clientes da FTX?

Sam Bankman Fried

Compartilhe:

Logo após o rosto por trás da FTX ser solto na última quinta-feira (22), o mercado de criptomoedas entrou em mais uma discussão relacionada à exchange cripto colapsada. Afinal, para que Sam Bankman-Fried (SBF) fosse solto, uma quantia de US$250 milhões deveria ser paga. 

Enquanto esse valor não chegou nem perto dos investidores que foram lesados com a queda da FTX e da  Alameda Research, a indústria blockchain ainda sente os efeitos negativos desse contágio. 

Sendo assim, SBF preso ou solto, o que o mercado cripto quer é saber qual será o processo de devolução de dinheiro dos clientes das plataformas liderada pelo antigo bilionário. 

Mas é impossível não ter a grande dúvida: de onde saiu o dinheiro da fiança de SBF?

É natural que esse questionamento surja. Isso porque as incertezas sobre o empresário ainda ter acesso aos fundos da FTX persistem. 

No entanto, as revelações recentes apontam que o dinheiro para a libertação de SBF veio de algumas garantias de seus pais.

O acordo do réu envolvia uma fiança garantida de US$250 milhões que foi apoiada pela casa dos pais de SBF em Palo Alto, Califórnia.

Allan Bankman e Barbara Fried foram nomeados como proprietários fiadores no título de segurança. Assim sendo, caso o acordo seja quebrado, os pais da SBF terão que perder a posse de sua casa.

Como SBF pode perder essa fiança?

  • Se ele não comparecer ao processo judicial;
  • Não cumprir condições levantadas pelo tribunal ou 
  • For condenado por crime

O juiz Gabriel Gorenstein exigiu que SBF entregasse seu passaporte e permanecesse em prisão domiciliar na residência de seus pais na Califórnia. Além disso, ele será obrigado a passar por tratamento e avaliação regular de saúde mental.

Leia Também: Elon Musk deve se encontrar com a comunidade do Dogecoin (DOGE) antes do natal

Leave a Comment