A economia da China é afetada com quase 20,000 casos do Coronavírus confirmados.

0 552

Quando os mercados chineses abriram nesta segunda-feira, os efeitos do surto do coronavírus atingiram com força o mercado financeiro. Em questão de minutos, as negociações foram suspensas com várias ações, atingindo o limite diário de -10% permitido pela lei chinesa.

O mercado de ações é fortemente controlado pela China, o que não faz muita importância para a economia, mas os próximos meses provavelmente serão dolorosos para uma economia que ainda sofre com seu crescimento mais lento em três décadas e uma guerra comercial prolongada com os Estados Unidos, sobre efeitos de um vírus que já atingiu quase 20.000 infecções confirmadas.

Segunda-feira foi o primeiro dia de volta do país após o feriado do Ano Novo Lunar, normalmente com uma semana de duração. Quase todo o país, exceto Xinjiang, que ainda está em férias prolongado ​​até pelo menos 9 de Fevereiro, escolas e universidades provavelmente permanecerão suspensas por mais tempo.

Muitas cadeias produtivas, desde a Apple até Haidilao, fecharam suas portas até novo aviso. Mesmo em municípios que já voltaram a trabalhar nominalmente, como Pequim, as ruas e metrôs permanecem assustadoramente vazios.

Uma série de setores já foram impactados, desde hospitalidade e varejo até linhas aéreas, seguros e outros. Muitas cidades implementaram suas próprias medidas de quarentena. Entre os mais afetados estão os de Wenzhou, a cidade mais atingida pelo vírus.

Receba gratuitamente o Guia Prático do Bitcoin.

Fonte foreignpolicy
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.