ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

23 ações que passam pela estratégia de triagem do lendário ex-gerente de investimentos de Wall Street Peter Lynch

1688060655 0x0.jpg

Compartilhe:

Neste artigo apresento a estratégia utilizada pelo gestor de fundos Peter Lynch. Sua abordagem capitaliza a vantagem distinta que os investidores individuais têm sobre Wall Street e grandes gestores de dinheiro. Continue lendo para saber como identificamos ações que possuem as principais características que Lynch procura ao selecionar ações e as 23 empresas que atualmente passam pelo Tela AAII Lynch. O modelo de triagem de Lynch apresentou um desempenho impressionante a longo prazo, com um ganho médio anual desde 1998 de 8,0%, contra 5,7% do índice S&P 500 no mesmo período. No acumulado do ano, a tela de Lynch subiu 6,1%, ligeiramente abaixo do ganho do S&P 500 de 9,8% no mesmo período.

13 dicas do renomado selecionador de ações Peter Lynch

Peter Lynch ofereceu aos investidores uma visão profunda em seu livro Um em Wall Street. Lynch teve o cuidado de alertar seus leitores de que é essencial primeiro analisar a si mesmo antes de passar qualquer tempo analisando empresas. Lynch até forneceu em seu livro best-seller uma lista das qualidades mais importantes necessárias para o sucesso:

  • Paciência
  • Autossuficiência
  • Senso comum
  • Tolerância à dor
  • mente aberta
  • Destacamento
  • Persistência
  • Humildade
  • Flexibilidade
  • Vontade de fazer pesquisas independentes
  • Disposição para admitir erros
  • Capacidade de ignorar o pânico geral
  • Disciplina para resistir à sua natureza humana e ao seu instinto

Você pode se surpreender ao saber que itens como humildade, tolerância à dor e bom senso estão na lista de verificação de personalidade de Lynch, mas não inteligência. Lynch sentiu que o comportamento das ações é geralmente simplório, e os verdadeiros gênios ficam muito “apaixonados por cogitações teóricas e são traídos para sempre pelo comportamento real das ações”.

Lynch observou ainda que os investidores precisam aceitar que terão que tomar decisões sem informações completas ou perfeitas. Raramente se tem certeza ao tomar decisões de investimento e, se entendermos completamente o que está acontecendo, já é tarde demais para lucrar.

Lynch ganhou fama como gerente de portfólio do fundo mútuo Fidelity Magellan, do qual assumiu o controle em 1977. Durante seus 13 anos como gerente de portfólio, ele aumentou sua base de ativos de US$ 20 milhões para US$ 14 bilhões e superou o S&P 500 em 11 em 13 anos, com uma taxa de retorno média anual de 29,2%.

Lynch acredita fortemente que os indivíduos podem ter sucesso em investimentos e ter uma vantagem distinta sobre Wall Street e gestores de dinheiro profissionais. Na opinião de Lynch, os investidores individuais podem identificar tendências antecipadamente, investir no que sabem, têm flexibilidade para investir em uma ampla gama de empresas e não são avaliados em uma base de curto prazo.

Dor a curto prazo para sucesso a longo prazo

A volatilidade do mercado de ações nos lembra que o sucesso no mercado de ações a longo prazo requer um certo distanciamento e tolerância para as dores de curto prazo. Como Lynch apontou, as ações sobem e descem e, em vez de entrar em pânico quando elas caem, você deve ter o distanciamento para manter o rumo. Lynch alertou os investidores: “quando você vende em desespero, você sempre vende barato”.

A AAII desenvolveu um filtro quantitativo de ações, ou tela de ações, para identificar ações que possuem as características fundamentais que Lynch procura ao selecionar ações. Apresentamos abaixo 23 perspectivas inspiradas em Lynch.

Ações que passam na tela de Lynch (classificadas por índice PEG ajustado por dividendos)

Lynch era um selecionador de ações de baixo para cima que procurava boas empresas vendendo a preços atraentes. Ele não se concentrou no rumo do mercado, na economia ou nas taxas de juros. Lynch disse: “Se você gastar mais de 13 minutos analisando previsões econômicas e de mercado, terá perdido 10 minutos”. Não que ele não entendesse a importância desses elementos gerais. No entanto, ele não acreditava que fosse possível prevê-los de forma consistente. Em vez disso, ele sentiu que era melhor gastar seu tempo procurando empresas superiores, fazendo pesquisas fundamentais e observando de perto os fundamentos de suas participações.

A análise é central para a abordagem de Lynch. Ao examinar uma empresa, ele procura entender os negócios e as perspectivas da empresa, incluindo quaisquer vantagens competitivas, e avaliar possíveis armadilhas que possam impedir a “história” favorável. Além disso, um investidor não pode obter lucro se comprar o estoque a um preço muito alto. Por essa razão, ele também busca determinar o valor razoável. Aqui estão alguns dos números críticos que Lynch sugere que os investidores examinem:

Crescimento sustentável dos ganhos

A taxa de crescimento dos lucros deve se adequar à “história” da empresa – as de crescimento rápido devem ter taxas de crescimento mais altas do que as de crescimento lento. Taxas de crescimento de ganhos extremamente altas não são sustentáveis, mas o crescimento alto e contínuo pode ser levado em consideração no preço. Um alto nível de crescimento para uma empresa e setor atrairá muita atenção dos investidores, que aumentam o preço das ações, e dos concorrentes, que proporcionam um ambiente de negócios mais desafiador.

Lynch prefere investir em empresas com ganhos crescendo a taxas moderadamente rápidas (20% a 25%) em setores sem crescimento. A estratégia inspirada em Lynch da AAII exclui empresas cuja taxa média de crescimento anual em lucros por ação nos últimos cinco anos é superior a 50% para evitar empresas cujo crescimento de lucros não seja sustentável a longo prazo.

Relação preço-lucro

O potencial de ganhos de uma empresa é um determinante primário do valor da empresa. Às vezes, o mercado pode avançar e até supervalorizar uma ação com excelentes perspectivas. A relação preço-lucro (P/L) ajuda a manter sua perspectiva sob controle. A relação compara o preço atual com os ganhos relatados mais recentemente. Ações com boas perspectivas devem ser negociadas com relações preço-lucro mais altas do que ações com perspectivas ruins.

Ao estudar o padrão dos índices preço-lucro ao longo de vários anos, você pode desenvolver uma noção do nível normal da empresa. Esse conhecimento deve ajudá-lo a evitar a compra de uma ação se o preço ultrapassar os ganhos ou enviar um aviso antecipado de que pode ser hora de realizar alguns lucros em uma ação que você possui. Por outro lado, se uma empresa faz tudo bem, você pode não ganhar dinheiro com as ações se pagar demais.

A abordagem AAII Lynch especifica que a relação preço-lucro atual de uma empresa seja inferior à sua própria relação preço-lucro média de cinco anos. Implícito neste filtro está que uma empresa deve ter cinco anos de ganhos positivos e cinco anos de dados de preços.

A comparação da relação preço-lucro de uma empresa com o setor pode ajudar a revelar se a empresa é uma pechincha. No mínimo, isso leva a perguntas sobre por que o mercado está precificando a empresa de maneira diferente. O investimento ideal de Lynch é uma empresa de nicho negligenciada que controla um segmento de mercado em uma indústria sem glamour na qual seria difícil e demorado para outra empresa competir. Portanto, a tela AAII Lynch exige que a empresa tenha uma relação preço-lucro inferior à mediana de seu respectivo setor.

Crescimento a um preço razoável

As empresas com melhores perspectivas devem vender com índices preço-lucro mais altos. Uma técnica de avaliação útil compara a relação preço-lucro de uma empresa com o crescimento de seus lucros: a relação preço-lucro-crescimento do lucro (PEG). Uma relação preço-lucro de metade do nível de crescimento histórico dos lucros é considerada atraente, enquanto índices acima de 2,0 são considerados pouco atraentes.

Lynch refina essa medida adicionando o rendimento de dividendos ao crescimento dos lucros. Esse ajuste reconhece a contribuição dos dividendos para o retorno do investidor. Os analistas calculam o índice dividindo o índice preço-lucro pela soma da taxa de crescimento dos lucros e do rendimento de dividendos. Com esta técnica modificada, índices acima de 1,0 são considerados ruins, enquanto índices abaixo de 0,5 são considerados atrativos. A tela AAII Lynch usa esse índice PEG ajustado por dividendo, com um índice menor ou igual a 0,5 especificado como corte.

Balanço Forte

Um balanço forte fornece espaço de manobra à medida que a empresa se expande ou enfrenta problemas. Lynch é especialmente cauteloso com a dívida bancária, que o banco geralmente pode cobrar sob demanda. As ações de pequena capitalização têm mais dificuldade em levantar capital por meio do mercado de títulos do que as ações de maior porte e muitas vezes recorrem aos bancos em busca de capital. Um exame minucioso das demonstrações financeiras, especialmente nas notas às demonstrações financeiras, deve ajudar a revelar o uso de dívida bancária.

A abordagem AAII Lynch garante que o índice total de passivos sobre ativos da empresa esteja abaixo da norma do setor. A tela usa passivos totais porque considera todas as formas de dívida. Ele compara o índice da empresa com os níveis do setor porque os níveis aceitáveis ​​variam de setor para setor. Por exemplo, os níveis normais de endividamento são maiores para setores com altos requisitos de capital e ganhos relativamente estáveis, como serviços públicos.

Além disso, a tela AAII Lynch exclui empresas do setor financeiro porque suas demonstrações financeiras não podem ser comparadas diretamente com empresas não financeiras.

Propriedade institucional

Lynch acha que as barganhas estão localizadas entre as ações negligenciadas por Wall Street. Quanto menor o percentual de ações detidas pelas instituições e quanto menor o número de analistas acompanhando a ação, melhor. A estratégia AAII Lynch exige uma porcentagem menor de ações detidas por instituições do que a média de todas as ações listadas nos Estados Unidos.

Criação e Monitoramento de Portfólio

Lynch diz que os investidores devem comprar o maior número possível de “clientes em potencial” que puderem descobrir e que passem em todos os testes de pesquisa. No entanto, não adianta diversificar só por diversificar. Lynch sugere investir em várias categorias de ações para espalhar o risco negativo.

Embora Lynch defenda a manutenção de um compromisso de longo prazo com o mercado de ações, ele diz que os investidores devem revisar suas participações a cada poucos meses, verificando novamente a “história” da empresa para ver se algo mudou com o desenrolar da história ou com o preço das ações. A chave para saber quando vender, diz ele, é saber “por que você comprou em primeiro lugar”. Lynch diz que os investidores devem vender se a história se desenrolar conforme o esperado, e o preço reflete isso – por exemplo, o preço de um forte subiu tanto quanto se poderia esperar. Outro motivo para vender é se algo na história não se desenrolar conforme o esperado, a história muda ou os fundamentos se deterioram. Por exemplo, os estoques de um ciclo começam a aumentar ou uma empresa menor entra em um novo estágio de crescimento.

Para Lynch, uma queda de preço é uma oportunidade de comprar mais de uma boa perspectiva a preços mais baixos. É muito mais difícil, diz ele, ficar com uma ação vencedora depois que o preço sobe, principalmente com as de crescimento rápido, onde a tendência é vender cedo demais em vez de tarde demais. Com essas empresas, ele sugere esperar até que a empresa entre em um estágio de crescimento diferente.

Em vez de simplesmente vender uma ação, Lynch sugere “rotação” – vender a empresa e substituí-la por outra empresa com uma história semelhante, mas com melhores perspectivas. A abordagem de rotação mantém o compromisso de longo prazo do investidor com o mercado de ações e mantém o foco no valor fundamental.

___

As ações que atendem aos critérios da abordagem não representam uma lista “recomendada” ou “comprada”. É importante realizar a devida diligência.

Se você quer uma vantagem em toda essa volatilidade do mercado,torne-se um membro da AAII.

Fonte

Deixe um comentário